MP denuncia fundador da Ricardo Eletro por sonegação de impostos

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou à Justiça o empresário Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro, por crime de apropriação indébita tributária.

Ele e um outro administrador são acusados de terem se apropriado de R$ 14 milhões em ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). O tributo estadual foi cobrado nos produtos vendidos aos consumidores, mas não foi repassado ao Governo de Minas Gerais. 

O grupo é investigado por sonegação de cerca de R$ 400 milhões em ICMS e Ricardo Nunes chegou a ser preso em julho deste ano. As irregularidades duraram 5 anos, entre 2012 e 2017.

A denúncia do MP é fruto da operação Direto com o Dono, feita por uma força-tarefa integrada pela Polícia Civil, Ministério Público, Secretaria de Estado de Fazenda e Advocacia-Geral do Estado.

Após o grupo responsável pela Ricardo Eletro apresentou um pedido de recuperação judicial e fechou suas lojas físicas.

Fonte: R7.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *